Urgente: Flávio Dino e ministro da Saúde Marcelo Queiroga trocam acusações no Twitter

O governador do Maranhão Flávio Dino e o ministro da Saúde Marcelo Queiroga trocaram acusações pelo Twitter na noite deste sábado (22). Dino acusa Queiroga de ter promovido reunião para tratar sobre os casos da variante indiana no Maranhão, sem a participação do governo local. Já Queiroga afirma ter entrado em contato com o secretário Carlos Lula e que o mesmo não participou da reunião após ordens de Dino. Veja as mensagens:

“Incrível essa entrevista coletiva do ministro da Saúde. Ele diz que debateu sobre o Maranhão com os secretários municipais de Saúde de São Paulo e do Rio. E com o prefeito de Guarulhos. Menos com o Governo do Maranhão. É impossível até entender o que eles farão”, escreveu Dino

O ministro respondeu o tweet do governador logo em seguida: “Estranho, Vossa Excelência. Ao contrário do que afirma, conversei com o secretário Carlos Lula, por telefone, e o convidei para a coletiva. No entanto, ele informou que o senhor não autorizou a participação dele. Este deve ser um momento de união. Nosso único inimigo é o vírus!”, respondeu.

“O secretário Carlos Lula não foi ouvido sobre nada. E claro que ele não se dispôs a ser enfeite em coletiva. Estamos sempre à disposição para diálogos sérios. E espero que o presidente da República ouça suas recomendações, passe a usar máscaras e evitar aglomerações”, replicou Flávio Dino.

O secretário Carlos Lula entrou na conversa e revelou que a ligação foi feito minutos antes da reunião. “Ministro, o ideal é construirmos essas decisões entre o Ministério e os estados em conjunto. Não posso participar de uma coletiva recebendo uma ligação minutos antes dela iniciar. Mas continuamos à disposição para tomarmos as decisões necessárias para o momento que vivemos”, escreveu Carlos Lula.

As acusações já estão movimentando o Twitter na noite deste sábado.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *