Tchau cloroquina! Anvisa autoriza uso emergencial de medicamento para tratar Covid

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quinta-feira (13) o uso emergencial de mais um medicamento contra a Covid-19.

Desenvolvido pela farmacêutica Eli Lilly, o medicamento usa a combinação de dois anticorpos monoclonais, o banlanivimabe e etesevimabe. Os anticorpos são versões das defesas naturais do corpo fabricadas em laboratório com o objetivo de combater infecções.

O que é o medicamento e como ele será administrado:

  • Combinação de dois anticorpos monoclonais que têm como alvo a proteína espicular S do SARS-CoV-2;
  • O tratamento é indicado para adultos e pacientes pediátricos (com 12 anos ou mais que pesem no mínimo 40 kg) que não necessitam de suplementação de oxigênio;
  • Ele não é recomendado para pacientes graves;
  • O tratamento deve ser iniciado assim que possível após o teste viral positivo para SARS-CoV-2 e dentro de 10 dias do início dos sintomas;
  • Os medicamentos devem ser administrados juntos por infusão intravenosa;
  • Uso restrito a hospitais, sob prescrição médica e sua venda é proibida ao comércio;
  • O coquetel já foi aprovado para uso emergencial nos Estados Unidos;
  • Não há eficácia clínica do produto contra a variante brasileira P1;
  • O uso em mulheres grávidas deve ser feito com cautela;
  • Ele não substitui as vacinas contra a Covid-19.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *