Sergio Moro anuncia filiação ao União Brasil e abandona pré-candidatura à Presidência

O ex-juiz Sergio Moro desistiu nesta quinta-feira (31) da sua pré-candidatura à Presidência da República “neste momento”. Mais cedo, ele havia assinado a ficha de filiação ao partido União Brasil.

Moro se reuniu com dirigentes da sigla em um hotel na capital paulista hoje para cravar sua decisão. A movimentação para a mudança já havia sido informada, após uma reunião entre Moro e Luciano Bivar, presidente nacional do União Brasil.

O União Brasil, partido que foi originado da fusão do PSL com o DEM, mantém diálogos com o PSDB, de João Doria (pré-candidato ao Planalto) e o MDB (que tem Simone Tebet como pré-candidata) para buscar uma candidatura única alternativa ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Filiação e incômodo ao Podemos

Moro se filiou ao Podemos em 10 de novembro de 2021 já com ares de que disputaria a campanha presidencial pela sigla. Na ocasião, ele defendeu o legado do combate à corrupção pela Operação Lava Jato, que o projetou nacionalmente devido a sua atuação como juiz federal, e criticou o governo de Jair Bolsonaro (PL), que integrou como ministro da Justiça e Segurança Pública, por 15 meses.

Nas últimas pesquisas eleitorais, o ex-ministro vinha empatando com o pré-candidato pelo PDT, Ciro Gomes, nas posições atrás do ex-presidente Lula (PT) e de Bolsonaro, que assumiram a dianteira das intenções de voto.

 

 

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.