Rodrigo Maia recebeu um convite para deixar a política e se tornar diretor de relações institucionais de uma grande empresa, cujo nome tem mantido em sigilo.

Maia está balançado, e tomará a decisão nas próximas semanas, porque, se decidir pela política, terá que se filiar a algum partido até o fim do mês, para disputar as eleições.

Se ficar na política, o destino mais provável de Maia é o PSDB. Comandaria o partido no Rio de Janeiro, levando-o para a campanha de Felipe Santa Cruz ao governo do estado.

A tempo: na avaliação de aliados de Maia, ele provavelmente optará pelo segundo cenário. (Metrópoles)

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.