Roberto Rocha apaga nota em que contestava acusações de Lahesio Bonfim

O senador Roberto Rocha acaba de apagar a nota em que constestava as acusações do pré-candidato Lahesio Bonfim. A nota foi publicada após Bonfim ter afirmado que Rocha o traiu e tomou o PTB do seu comando no Maranhão.

Na nota, Roberto Rocha afirmou que foi convidado por Roberto Jefferson e que a deputada estadual Mical Damasceno sabia da negociação para tirar Lahésio.

Lahésio afirmou ainda há pouco, em entrevista ao jornalista Marcelo Minard, que a nota de Roberto Rocha é mentirosa e por isso o senador apagou. Lahésio afimrou que em legação por vídeo com Jefferson, o presidente nacional do PTB deu outra versão, afirmando que a ida do PTB para Roberto Rocha se deu pela cobrança de favores e pressão feita pelo senador.

Veja a nota apaga por Roberto Rocha.

Na política, muitas vezes, as versões se sobrepõem aos fatos. Porém vamos os fatos, pois contra fatos, não há argumentos.

Nas últimas semanas vinha tratando do meu ingresso num partido, para disputar um cargo majoritário. Conversei com pelo menos sete partidos, nenhum deles era o PTB. Estava, pela disposição do presidente Bolsonaro, quase certo de ingressar no PL, o que não foi possível por contingências locais.

Desde a semana passada havia agendado um almoço com Roberto Jefferson, importante liderança do PTB, a convite dele, que queria me agradecer por o ter ajudado com algumas questões partidárias aqui em Brasília. Como eu já possuía compromissos nos outros dias, marcamos para quarta-feira.

Então, ontem, almoçamos juntos, ocasião em que ele me convidou para ingressar no PTB. Eu perguntei a ele sobre a situação do prefeito Lahesio e me foi dito que, por outras questões, a permanência dele no partido não seria viável. Na frente de Roberto Jefferson, telefonei para a deputada Mical, que me confirmou a informação.

Logo em seguida ligamos em vídeo para o senador Flavio Bolsonaro. Falamos os três juntos e concordamos que minha entrada no PTB seria um bom caminho para o enfrentamento dos embates eleitorais com o grupo que hoje está no poder.

Portanto, fui convidado para ingressar no partido. Que cada um assuma suas responsabilidades, êxitos e fracassos. É da política. Não há espaço para vitimizações. Não tomei o partido de ninguém. Muito ao contrário, quis preservar o que já era de cada um, sem determinar desde agora se saio para a disputa ao Governo ou ao Senado.

Desejo toda sorte ao prefeito Lahesio, que é um companheiro do mesmo campo político. O tempo definirá em que momento estaremos juntos, de novo.

Senador Roberto Rocha (MA)

ATUALIZAÇÃO

O senador Roberto Rocha acaba de postar uma nova nota:

Por um equívoco da minha assessoria de comunicação, instada a dar uma resposta rápida a versões que não correspondem aos fatos, foi publicada uma nota, já excluída de minhas redes sociais, com algumas falhas de informação.

Efetuei hoje minha filiação ao PTB, a convite da executiva do partido. A saída do prefeito Lahesio não tem relação com o meu ingresso. Não tomei o partido de ninguém. Desejo sorte a ele, pois somos do mesmo campo político. O tempo definirá em que momento estaremos juntos de novo.

E a pergunta que não quer calar é quem está mentindo?

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.