“Progressistas passa a ser possibilidade de filiação”, afirma Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro, que voltou a declarar que tem encontrado dificuldades para se filiar a um partido que possa “chamar de seu”, admitiu nesta sexta-feira (23), que o Progressistas (PP) entrou pro rol de siglas ao qual ele pode entrar para concorrer às eleições do ano que vem. Contudo, mesmo com o discurso eleitoral, Bolsonaro voltou a colocar em dúvida sua participação nas eleições. Segundo Bolsonaro, no momento ele não pensa em reeleição. “Não vou falar que sou candidato nem que não sou”.

“Tentei, estou tentado, um partido que eu possa chamar de meu, e possa realmente, se for disputar a presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. Então o PP passa a ser uma possibilidade de filiação nossa. Faz parte da regra do jogo”, declarou o presidente em entrevista à Rádio Grande FM, admitindo que em um cenário ideal, ele concorreria de forma independente à presidência.

A aproximação de Bolsonaro com o Progressistas têm aumentado desde que o senador Ciro Nogueira (PP-PI) teve sua nomeação anunciada para assumir o Ministério da Casa Civil. A oficialização do senador na Pasta deve ocorrer na segunda-feira, quando o parlamentar retorna do recesso e terá encontro com o presidente, em que Bolsonaro afirmou que irá falar quais serão os “limites” de Nogueira e fazer essa proposta para ele. De acordo com Bolsonaro, a medida provisória para sua nomeação está pronta, mas só irá oficializar Nogueira após esta conversa.

Réu na Lava-Jato, o senador é representante do chamado ‘centrão’, ala mais fisiológica da política nacional e tem o controle sobre a máquina partidária do PP. Sua nomeação à Casa Civil faz parte da estratégia do governo para ampliar a base de apoio no Congresso, onde a sigla tem dez representantes, na Câmara, e sete no Senado. De acordo com Bolsonaro, a indicação de Nogueira é para tornar o governo mais “proativo”.

No Maranhão o Progressistas é comandado pelo deputado federal André Fufuca, parlamentar influente na Câmara dos Deputados e aliado de Bolsonaro.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *