O PT quer ela, o PSB também, mas Luiza Trajano não quer ninguém

Quem convive com Luiza Helena Trajano, a principal acionista e presidente do Conselho do Magazine Luiza, diz que ela não consegue entender o porquê de tantos partidos políticos estarem a cortejando para disputar as eleições de 2022. Primeiramente foi o PT quem fez o aceno, depois veio o PSB. Ambos partidos possuem uma dificuldade clara em encontrar um presidenciável com chances de derrotar Jair Bolsonaro daqui um ano e oito meses.

Pois ela se viu obrigada a vir a público desconstruir os sonhos de parte da esquerda de ver uma megaempresária pleiteando a cadeira mais importante do país. “Minha atuação se dá por meio da sociedade civil organizada, em movimentos como o Grupo Mulheres do Brasil e o Unidos Pela Vacina, sem pretensão de ocupar cargos eletivos“, disse em uma rede social. “Reafirmo que não sou candidata a presidente, nem a vice-presidente.” Considerando a flexão correta do gênero gramatical em sua afirmação, ela realmente não deve estar se sentindo seduzida. Da Veja

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *