Navio encalha e pode deixar Canal de Suez bloqueado por dias

Um grande navio de 224 mil toneladas e 400 metros de comprimento encalhou no Canal de Suez, no Egito, uma das rotas comerciais mais movimentadas e importantes do mundo nesta terça-feira (23).

Por conta da remoção do meganavio ainda estar em andamento, o governo egípcio informou que liberou parcialmente o tráfego na “rota original” da estrutura que, desde 2015, vem passando por trabalhos de ampliação.

O navio Ever Given é um porta-contêineres de grande porte e encalhou no quilômetro 151 do Canal de Suez por volta das 7h40 (12h40 no horário de Brasília). O comunicado da Autoridade que gere o local destaca que a perda de orientação do cargueiro ocorreu por uma tempestade de vento de cerca de 40 nós – aproximadamente 74 km/h. A justificativa também havia sido apresentada pela empresa dona da embarcação, a Evergreen Marine , que apontou uma rajada imprevista de vento como motivo do acidente.

A operação de remoção está sendo feita por oito “rebocadores gigantes”, mas após quase 24 horas, o meganavio permanece encalhado. O porta-contêineres tem bandeira do Panamá e estava em uma rota entre a China e Roterdã, nos Países Baixos.

A empresa Shoei Kisen Kaisha, dona do Ever Given, disse estar tentando solucionar a situação o mais rápido possível, mas acrescentou que a remoção do navio tem se mostrado “extremamente difícil”.

O Canal de Suez é uma das principais vias marítimas para o comércio internacional e, por conta do encalhamento, foi possível verificar um tráfego enorme, com dezenas de navios parados próximos ao local. A via artificial estratégica de 190km de extensão liga o Mar Mediterrâneo com o Mar Vermelho e permite uma navegação mais rápida entre a Europa e a Ásia – sem a necessidade de contornar todo o continente africano.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *