Mario Frias gastou R$ 39 mil para encontrar lutador em Nova York

O secretário especial da Cultura do governo Bolsonaro, Mario Farias, gastou R$ 39 mil do dinheiro do contribuinte numa viagem de cinco dias para Nova York (EUA), para tratar de um projeto audiovisual com o lutador de jiu-jitsu Renzo Gracie.

De acordo com o Portal da Transparência, só em passagens aéreas o secretário gastou R$ 26 mil. O secretário foi de classe executiva.

Frias foi para os Estados Unidos acompanhado de seu secretário-adjunto, Hélio Ferraz de Oliveira, que gastou outros R$ 39 mil. Ao todo, a viagem dos dois saiu por cerca de R$ 78 mil.

Renzo Gracie é mestre em jiu-jitsu e iniciou no esporte com o lendário Rolls Gracie na academia de Copacabana, Rio de Janeiro. O lutador é grande apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Gracie tem uma escola de jiu-jítsu em Nova York onde já treinaram celebridades como o ator Keanu Reeves e o cineasta Guy Ritchie, ex-marido de Madonna. Ele acabou de ser biografado pelo ex-secretário federal da Cultura Roberto Alvim, demitido em janeiro de 2020 por gravar um vídeo em que faz apologia do nazismo.

 

LEIA TAMBÉM: É do Maranhão, motoboy agredido após tentar cobrar entrega em Manaus

LEIA TAMBÉM: Damares é eleita por bolsonaristas como a ‘ministra mais bonita do Brasil’

LEIA TAMBÉM: Tristeza: Fome aumenta no Brasil e idosa fala sobre ter que comer ossos de gado

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.