Espetáculo com drones é destaque na abertura das Olimpíadas de Tóquio: entenda a tecnologia

A abertura das Olimpíadas de Tóquio teve como um dos destaques desenhos formados por drones no céu. Foram 1.824 desses aparelhos utilizados no show.

Imagens em movimento foram sendo formadas por luzes, em uma apresentação sincronizada, que mostrou um enorme globo acima no estádio olímpico.

1.824 drones com luzes de LED fizeram essa coreografia coordenada. O recorde atual de voo simultâneo com drones é da marca de carros Genesis, ligada à Hyundai, que usou 3.281 deles para celebrar sua chegada à China, em 29 de março de 2021.

O primeiro passo é a criação da apresentação em 3D a partir de um programa de computador. Com esse software, a equipe gera uma prévia dos movimentos e garante que os equipamentos não vão bater uns nos outros. Os drones calculam a trajetória necessária para fazer aquelas imagens, como a do globo, com base nesses comandos.

Um único computador pode ser responsável por controlar até milhares de drones, diz a fabricante dos aparelhos, a Intel. A empresa diz ainda que estuda as áreas seguras para o voo, a posição dos espectadores e os melhores ângulos de visão para o show.

Os valores específicos do show em Tóquio não foram divulgados, mas apresentações como essa podem custar mais de US$ 300 mil.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *