Equatorial vai instalar hub de inovação no Centro Histórico de São Luís

O prédio onde funcionou a Aliança Francesa, no Rua do Giz, Centro Histórico de São Luís, será o Laboratório e Hub de Inovação (Equatorial LAB), da empresa Equatorial Energia Maranhão. O projeto está sendo montado em um casarão pertencente ao Governo do Estado, que estava fechado e sem uso. Foi adquirido pela Equatorial por meio de edital, lançado pelo Programa Adote um Casarão, e será todo revitalizado este ano.

O projeto da obra já foi encaminhado para aprovação no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), pois a área é tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. A previsão é que os serviços sejam iniciados em maio e concluídos no segundo semestre deste ano, com investimentos totais no valor de R$ 2 milhões, incluindo obras e equipamentos de laboratório.

O Equatorial LAB estará aberto ao público em um espaço privilegiado, que é a Rua do Giz, uma das mais belas e fotografadas do Centro Histórico de São Luís. Neste mês, foi eleita, pela Revista Casa Vogue, uma das seis ruas mais belas do Brasil.

No térreo será montado um espaço de exposição aberto ao público. Serão disponibilizados painéis de led, óculos de realidade aumentada, banners, entre outros equipamentos que projetarão conteúdos nas áreas de ciência e tecnologia, atualizados e renovados regularmente. Outras tecnologias poderão ser inseridas, como impressoras 3D. O espaço será mantido para acesso de alunos em caravanas, turistas e outros públicos. Haverá uma cafeteria aberta ao público, com opções de lanches e cafés especiais, e um auditório para palestras, seminários e outros eventos dentro do cenário de pesquisas da ciência e da inovação. O pátio aberto interno será um espaço de convivência vinculado à cafeteria.

O local vai incubar soluções tecnológicas do setor elétrico. Visa, entre outras propostas, a capacitação de times de desenvolvimento associados a projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) financiados pela Equatorial Energia. Estes projetos serão contratados junto a universidades públicas e privadas, além de startups e Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs).

Entre os objetivos estão o de pesquisar e desenvolver soluções no setor elétrico, fomentar inovação através de incubação de startups e empresas nascentes, capacitar mão de obra especializada para inovação e transformação digital, criar uma base de fornecedores maranhense para o setor elétrico e aproximar o setor elétrico da academia, empresas, pesquisadores e mão de obra.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *