Envio de 3 milhões de doses de vacinas da Janssen ao Brasil é suspenso

O lote com 3 milhões de doses do imunizante da Janssen não vai mais chegar no Brasil nesta terça-feira (15), conforme o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, havia anunciado no último fim de semana. A pasta não divulgou o real motivo para a suspensão.

Em nota, o ministério afirmou que “aguarda confirmação da data por parte do laboratório, mas a expectativa é de que as doses cheguem ainda esta semana ao país em três remessas”.

A farmacêutica não explicou o motivo do atraso, mas afirmou que segue dialogando com as autoridades brasileiras “com o objetivo de disponibilizar a vacina no país o quanto antes”.

“A companhia está comprometida em oferecer acesso global igualitário à sua vacina contra a COVID-19 em um modelo sem fins lucrativos para uso emergencial durante a pandemia. Como parte deste compromisso, reconhece a importância de assegurar que as pessoas no Brasil tenham acesso ágil à sua vacina”, afirmou, por nota.

Em contrapartida, porém, o perfil oficial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou a chegada da vacina na terça.

“O Brasil deverá receber 3 milhões de doses da vacina da Janssen até esta terça. A vacina é de dose única e vai acelerar o andamento da imunização. São mais de 600 milhões de doses contratadas até então. Mais de 109 milhões de vacinas distribuídas a todos os estados do Brasil”, escreveu o presidente.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *