Deputado do PSL bate em policial militar durante blitz

O deputado Gustavo Schmidt (PSL) foi acusado de agredir um policial militar na madrugada deste sábado (23) em Maricá, na Região Metropolitana do Rio. Segundo a PM, o deputado foi abordado em uma blitz na Rodovia Amaral Peixoto, na altura do posto da Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) e se recusou a ser revistado.

Ainda segundo a polícia, o deputado estava visivelmente alterado, xingou os agentes e seguiu viagem. Horas depois, ele voltou e exigiu um pedido de desculpas dos policiais e deu um soco no rosto de um cabo da PM.

O caso foi registrado da delegacia de Maricá. O policial que relatou ter sido agredido foi ouvido e encaminhado para o exame de corpo de delito.

Este não é o primeiro relato de agressão do deputado contra policiais militares. No ano passado, o deputado chegou a ser preso depois de agredir um policial durante uma festa que desrespeitava a quarentena em Niterói.

A assessoria do deputado disse que a primeira abordagem foi ríspida e que, depois de deixar o filho e a namorada em Saquarema, voltou para checar se a blitz era legal. O deputado informou que, ao pedir a ordem da blitz, foi novamente desacatado e que começou uma discussão, mas que não houve em nenhum momento agressão. O parlamentar afirmou ainda que vai pedir formalmente a apuração do caso.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *