Com racha no DEM, PSB vira opção de Huck

Com o racha no DEM gerado com apoio de deputados da sigla ao candidato de Jair Bolsonaro à Presidência da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), que venceu o pleito, ficou difícil o ingresso de Luciano Huck ao partido para uma eventual candidatura ao Planalto no ano que vem.

Conforme o Estadão, o grupo ligado ao empresário e apresentador de TV busca alternativas e o PSB passou a ser avaliado como opção com uma possível fusão ao PCdoB, o que resultaria em uma nova legenda de centro-esquerda como alternativa ao PT.

As conversas de apoiadores de Huck com o PSB são estimuladas pelo prefeito do Recife, João Campos (PSB), e por sua namorada, a deputada federal Tabata Amaral (SP), que está rompida com seu partido, o PDT.

Tabata tem relação próxima com Huck e foi a ponte entre ele e João Campos. Os dois jovens políticos integram o RenovaBR, grupo de renovação e formação política que tem o apoio do apresentador. Estadão

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *