Cloroquina de Bolsonaro vira piada na França

O Brasil foi citado como um país onde as políticas públicas contra a pandemia são ruins durante uma discussão na Assembleia Nacional da França na terça-feira (14). A declaração foi dada quando o primeiro-ministro, Jean Castex, anunciou que o governo iria suspender os voos entre os dois países.

Patrick Hetzel, um deputado de oposição, atacou o governo por não ter fechado, até então, as fronteiras com o Brasil. Segundo ele, isso mostrava a incapacidade de lidar com a pandemia.

Esse mesmo deputado, em abril de 2020, havia pedido ao presidente francês para que recomendasse hidroxicloroquina no tratamento da Covid, remédio que não tem nenhuma eficácia para esta finalidade.

Em sua resposta, o primeiro-ministro disse que Hetzel distorcia a realidade, pois o governo francês foi ativo ao combater a pandemia. Castex aproveita para ridicularizar Hetzel por recomendar hidroxicloroquina no começo da pandemia.

“Tem uma coisa que não fizemos: seguir suas recomendações. O senhor escreveu ao presidente da República em 2020 para aconselhar a ele que prescrevesse hidroxicloroquina. Ora, o Brasil é o país que mais a prescreveu”, afirmou o primeiro-ministro.

Uma parte da Assembleia Nacional, então, aplaudiu e deu risadas.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *