Bolsonaro corta R$ 240 milhões do Meio Ambiente um dia após prometer reduzir desmatamento

O Ministério do Meio Ambiente teve R$ 239,8 milhões vetados no Orçamento de 2021, de acordo com nota informativa das consultorias de orçamentos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. O montante cortado equivale a 35% das programações orçamentárias classificadas como discricionárias, emendas de comissão e de relator.

Do valor vetado, há R$ 11,6 milhões que estavam especificamente destinados a ações de “controle e fiscalização ambiental”.

O Ministério da Economia informou que o valor cortado é “integralmente oriundo de emendas parlamentares, ou seja, não houve redução do valor proposto pelo Executivo”.

Na quinta-feira (22), ao discursar por vídeo na Cúpula de Líderes sobre o Clima, evento organizada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro prometeu “fortalecer” os órgãos ambientais, “duplicando” recursos para fiscalização. Após o anúncio de Bolsonaro, o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que os valores para fiscalização ambiental não estavam definidos.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *