Após desafiar Polícia Federal por Bolsonaro, caminhoneiro Zé Trovão se mostra arrependido

O caminhoneiro bolsonarista Zé Trovão, que promoveu diversos ataques ao STF e incitou um golpe contra a Corte, disse que está no México e que irá se entregar na embaixada brasileira.

Ele encontra-se foragido após ter sua prisão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes e continua a incitar os motoristas para que ocupem Brasília.

“Provavelmente sairei daqui como preso político, não cometi crime algum, mas cansei de fugir”, afirmou.

Depois do pedido de Bolsonaro para que os caminhoneiros que estão bloqueando rodovias por todo o pais deixem as manifestações, Zé Trovão apelou ao mandatário: “Pelo amor de Deus. A minha vida está destruída. Estou hoje sendo perseguido politicamente, com mandado de prisão. Nunca mais vou ver minha família”, afirmou Zé Trovão.

Internautas apontaram semelhanças da trajetória do caminhoneiro com a extremista Sara Winter. Ela promoveu diversos ataques contra o STF e foi abandonada por Jair Bolsonaro. Afastada do meio político, hoje a ex-bolsonarista, que chegou a ser presa por ordem do STF, cumpre prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *