Anvisa solicita informações sobre eficácia das vacinas contra variante Ômicron

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quarta-feira (1°) que solicitou informações às vacinas autorizadas no país sobre a eficácia e efetividade dos imunizantes contra a nova variante da Covid-19, a ômicron.

“A Agência solicitou às desenvolvedoras de vacinas informações sobre os estudos em andamento. A Anvisa exige, para as vacinas autorizadas, que os desenvolvedores monitorem e avaliem o impacto das variantes na eficácia e na efetividade dos imunizantes”, disse a Agência em nota.

Ao g1, a Agência informou que já enviou ofício para Pfizer, Butantan, Fiocruz e Janssen.

A Anvisa ainda reforçou que as vacinas disponíveis atualmente “permanecem efetivas na prevenção contra a Covid-19 e desfechos clínicos graves, incluindo hospitalização e morte”.

Em nota, a Pfizer informou que já começou a avaliar o impacto na variante ômicron na eficácia da vacina.

A expectativa da fabricante é que os resultados dos estudos estejam disponíveis ainda no mês dezembro. Só então, a Pfizer irá avaliar se será preciso desenvolver uma nova versão da vacina ou não.

A variante ômicron – também chamada B.1.1529 – foi reportada à OMS em 24 de novembro de 2021 pela África do Sul. De acordo com OMS, a variante apresenta um “grande número de mutações”, algumas preocupantes. O primeiro caso confirmado da ômicron foi de uma amostra coletada em 9 de novembro de 2021 no país.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *