ACM Neto diz que Doria ‘implodiu’ chance de ter apoio do DEM e sinaliza apoio para Ciro

O presidente do DEM, ACM Neto, rompeu com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e disse, nesta sexta-feira (14), que o partido não apoiará o projeto presidencial do tucano, em 2022. “Não tem chance nenhuma, zero. Acabou de implodir qualquer chance de ter o DEM com ele”, declarou ao Estadão.

A afirmação de Neto foi feita no mesmo dia em que o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, deixou o DEM e se filiou ao PSDB.

O movimento irritou ACM Neto, que viu “postura desagregadora” de Doria ao filiar Garcia no PSDB. Pré-candidato à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, o governador quer lançar a campanha de Garcia ao Palácio dos Bandeirantes.

Ex-prefeito de Salvador, Neto destacou que o DEM tem como prioridade o nome do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta para a disputa de 2022. Disse, ainda, que mantém diálogo com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

“A conversa com Ciro é muito boa. Existe uma relação de respeito de lado a lado. Eu, particularmente, admiro Ciro como homem público. Temos um bom diálogo com o PDT, que não é apenas na Bahia. Em diversos Estados esse diálogo se reproduz. Acho que, como nós, no DEM, ainda não tratamos de 2022, é preciso ter abertura para conversar com todo mundo, principalmente para discutir uma agenda comum. Acho que o PDT é um desses partidos. Por enquanto, sem qualquer tipo de antecipação de 2022. O DEM ainda não tomou uma decisão para a estratégia de 2022. Tem um nome, que é o do Mandetta, de grande relevância nesse processo político”, afirmou ACM.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *